Entenda as novas formas de consumo de informação

O que fazer quando é necessário transmitir uma informação? Como veicular a sua propaganda nos locais certos para que ela seja rapidamente absorvida pelo público? Essas e tantas outras são questões precisam ser respondidas para que o alcance ao seu público-alvo se torne possível.

Se você tem dúvidas, confira o post que preparamos e entenda as novas formas de consumo de informação!

A informação antes da era tecnológica

Quem nasceu na década de 70 (ou antes) provavelmente vivenciou a época em que era comum passar em uma banca de jornais para se informar sobre as notícias do dia antes de ir ao trabalho. Isso porque o acesso à internet (discada) era um privilégio de poucos, e só se tornou popular no fim dos anos 90.

Computador e celular — um aparelho grande, que servia somente para fazer e receber ligações — eram equipamentos caros e restritos. O consumo de informação acontecia basicamente por meio de jornais e revistas impressos e pelos telejornais.

O consumo de informação por meio de dispositivos tecnológicos

Com o passar do tempo, avanços, antes tão utópicos, foram se tornando reais e concretos. E embora os veículos impressos ainda existam, eles estão, cada vez mais, sendo trocados pelas telas. E não estamos falando da tela da TV, mas sim, de computadores e dispositivos móveis, que têm se tornado o principal canal pelo qual as pessoas consomem informações diariamente.

Isso porque não é mais necessário deslocar-se até a banca de jornais. Basta dar uma olhada no celular e, rapidamente, você estará informado sobre as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo.

Algumas das novas formas de consumo de informação

Textos otimizados para mobile

Se você vai postar um conteúdo em texto, é necessário pensar, não somente em quem vai vê-lo pelo computador, mas também levar em conta que a maioria das pessoas irá acessá-lo por meio de um dispositivo móvel.

Publicar em um formato que não se adapta bem à tela de celulares ou tablets pode fazer com que o leitor se sinta desestimulado a continuar lendo. Isso pode se tornar um verdadeiro “tiro no pé”, se somado ao fato de que seus concorrentes produzem matérias que se adaptam facilmente a esses dispositivos.

Produção de campanhas em vídeos

Apesar de estar presente em um dos principais canais de informação — a internet — a publicidade escrita também vem perdendo espaço… para os vídeos.

Pense na praticidade que é ver um vídeo rápido durante as atividades diárias e absorver informações na proporção das que seriam encontradas em um texto. Muito mais agradável, concorda?

Redes Sociais

Quantas pessoas você conhece que acessam o WhatsApp antes mesmo de sair da cama? E o Facebook, que costuma ficar logado nos celulares para que as notificações sejam recebidas imediatamente?

O conteúdo para redes sociais deve ser sucinto, de rápida absorção. As pessoas não consomem mais a cota de informações do dia antes de sair para trabalhar. As notícias vão chegando aos poucos, em pequenas doses, ao longo do dia. Saber oferecer a dose exata na hora certa é o grande segredo do sucesso da sua publicidade.

Se este post te ajudou a entender os novos hábitos de consumo de informação, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro das novidades. Estamos no Facebook e Instagram!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"