Importância de integrar a comunicação dentro da empresa com as redes sociais

Qualquer empreendedor ou empresário certamente já leu diversos artigos sobre a importância de cultivar a comunicação interna em um ambiente corporativo. Mesmo assim, muitos ainda têm dúvidas sobre como fazer esse trabalho na prática e de maneira eficiente.

Uma tendência cada vez mais forte é integrar a comunicação da empresa com as redes sociais. Para saber mais, continue a leitura deste post!

A relação entre comunicação interna e redes sociais

A comunicação interna tem um papel de destaque no desempenho dos negócios. Ela possibilita atingir uma maior fluidez nos processos, favorece o engajamento dos colaboradores com a empresa e a formação de vínculos, e, ainda, permite manter toda a equipe bem informada e alinhada.

Ao mesmo tempo, as redes sociais também possuem um potencial importante. Por meio delas é possível estabelecer comunicação a qualquer momento, em qualquer lugar, de maneira intuitiva e imediata. A partir de um celular, usando uma rede social, você pode se comunicar em tempo real com um colega ou um cliente da China, sem qualquer esforço.

A proposta, então, é que integrar a comunicação da empresa com o uso de redes sociais permitirá obter todos os benefícios com o mínimo de impacto na implementação. Afinal de contas, a grande maioria das pessoas já está profundamente familiarizada com esses recursos.

Cuidados importantes no uso de redes sociais abertas

Ao adotar as redes sociais para a comunicação interna, você deve levar em consideração questões de privacidade.

Muitas redes sociais abertas permitem criar grupos de acesso restrito. Porém, mesmo com esse recurso, trocar informações internas por meio de um ambiente que pode ser invadido é perigoso. Existe a possibilidade de alguém ter acesso a essas informações, o que prejudicaria a imagem da sua empresa e seu lugar no mercado.

Uma boa alternativa para eliminar esse problema é a criação de uma rede social interna, embora exija um investimento mais alto.

Além de manter a privacidade das informações trocadas entre os colaboradores, essa também é uma maneira de garantir que o propósito desse recurso não seja desviado. Em outras palavras, com uma rede social interna, o usuário não vai se distrair com atividades pessoais.

Isso não significa, de maneira alguma, que você não possa aproveitar as plataformas abertas de redes sociais que já existem para a comunicação interna da sua equipe. Uma excelente opção é o Facebook. Porém, ao escolher essa alternativa, você precisa ficar atento a maneiras de proteger as informações e de manter o foco da equipe no seu uso.

Outra dica é não misturar os conteúdos usados para o marketing da empresa nas redes sociais com os conteúdos da comunicação interna. Lembre-se de que eles têm funções e destinatários diferentes!

Usos importantes da rede social para o trabalho

Uma rede social poderá agregar ferramentas que sejam especialmente úteis para alavancar o trabalho. Alguns exemplos são: a troca de arquivos via mensagem, a realização de reuniões com vários participantes por meio de chamadas de vídeo, ou até mesmo a postagem de atualizações de status dos principais projetos.

Nesse sentido, a escolha da rede social precisa ser cuidadosa. Procure aquelas que, de alguma forma, incorporam funções que permitem gestão colaborativa de projetos.

Mas não deixe de lado os recursos voltados simplesmente ao estreitamento dos laços da equipe. Um bom exemplo são as páginas de perfil individual, que podem incluir informações profissionais e pessoais.

Ao integrar a comunicação da empresa com uma rede social interna, você cria um ambiente para que colaboradores de áreas distintas, que talvez nem se conheçam, possam compartilhar ideias e informações livremente. Dessa interação, além de novas amizades, certamente surgirão oportunidades para inovar, que vão beneficiar os colaboradores e o negócio como um todo.

Quer saber mais sobre comunicação interna nas empresas? Então assine nossa newsletter e receba no seu e-mail as notificações dos nossos próximos conteúdos!