Público-alvo e persona: entenda a diferença entre eles!

Persona e público-alvo são termos comuns no mundo do marketing. Mais comum ainda é que se confunda um com o outro.

Apesar de serem próximos e de estarem relacionados, os conceitos são diferentes entre si. Hoje comentaremos essas diferenças e como elas impactam o desenvolvimento de estratégias efetivas de marketing.

Especialmente quando se fala em marketing digital, é preciso pensar que o consumidor anda cada vez mais exigente e quer uma comunicação exclusiva, que dialogue diretamente com seus sentimentos e desejos. E é exatamente por isso que entender corretamente os conceitos de público-alvo e persona é tão importante para o relacionamento com o seu cliente. Entenda melhor:

O que é o público-alvo?

Toda empresa, ao planejar o lançamento de um novo produto, pensa no público-alvo. “Homens, com mais de 30 anos, poder aquisitivo alto”, por exemplo, é uma definição de público-alvo. Parece meio genérico, mas é isso mesmo. O público-alvo define uma parcela inteira da sociedade que vai consumir o seu produto.

É, portanto, uma visão “do alto”. A grande maioria dos seus consumidores vai se encaixar nessa breve descrição.

E a persona, o que é?

Enquanto o público-alvo é um olhar quase distante, a persona opta por uma análise mais específica. Após delimitar qual é o seu público-alvo, o ideal é desenhar algumas personas para trabalhar o seu marketing.

Por exemplo: “Carlos é um homem de 30 anos, que acaba de abrir sua primeira empresa e ainda não sabe lidar com os desafios do empreendedorismo” ou “Joaquim, 50 anos. Ao longo da vida, construiu um legado: tem três empresas sólidas no mercado e, agora, quer expandir os negócios, lançando mais uma marca”.

Perceba que, enquanto a definição do público-alvo dizia muito pouco sobre os clientes, as personas dão um direcionamento bem mais claro sobre quem são os possíveis consumidores do seu produto.

O desenho das personas deve ser feito com base no estudo do público-alvo, por meio de pesquisas que apontarão quais são as necessidades desse público. A criação de personas permite que as estratégias sejam mais eficientes e tenham chances muito maiores de atingir os objetivos e impactar positivamente os consumidores.

Mas por que se preocupar com público-alvo e persona?

Somente com a definição do público-alvo e o desenho correto da persona é possível traçar um plano de negócios ou de comunicação que realmente traga resultados.

Imagine, por exemplo, que você precisa definir uma estratégia para as redes sociais da sua marca. Com a definição clara do seu público-alvo e da persona, é possível escolher melhor em quais redes você atuará para que sua mensagem seja captada. Onde seu público está? No Facebook? No Instagram? No LinkedIn? E qual a melhor maneira de conversar com essas pessoas?

Com o planejamento certo, tudo isso fica muito mais fácil! É bem diferente escrever um texto direcionado para “homens com mais de 30 anos” e escrever para “Joaquim”. Você tem muito mais informações sobre quem é o Joaquim e o que ele espera do seu produto. Sabe como ele pensa, por quais assuntos se interessa.

Entendeu melhor as diferenças entre público-alvo e persona? Continue no nosso blog: descubra como escolher a melhor rede social para o seu negócio!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"