Mídia digital indoor: tudo que você precisa saber!

Qual empresa não deseja se destacar no mercado em que atua? Mas, para que isso seja possível, é preciso considerar que esse mercado está cada dia mais competitivo e que seus clientes são exigentes e apressados. Dentre tantas opções de comunicação, a mídia digital indoor pode ser perfeita para o seu negócio.

Talvez algumas pessoas nunca tenham ouvido falar nesse termo, mas certamente já se depararam com esse veículo de comunicação enquanto viajavam ou praticavam exercícios ao ar livre.

Mesmo se tratando de um mercado em desenvolvimento, a mídia digital indoor é uma ótima alternativa para promover sua marca e certamente fará sucesso como parte da sua estratégia de marketing. Saiba mais:

O que é mídia digital indoor

A mídia digital indoor é um tipo de publicidade em ambientes fechados ou de espera, como shoppings, vagões de metrô, recepção de hotéis, ônibus, casas lotéricas, supermercados e academias, além de ambientes corporativos, como salas e corredores.

Diferente de um outdoor, modelo de mídia out of home que atinge qualquer pessoa que passa pela rua, os conteúdos exibidos em telas eletrônicas da mídia indoor visam atrair um público específico por meio de uma divulgação mais segmentada.

Por ser mais direcionado e com menor concorrência, esse veículo atrai mais a atenção e, por consequência, é bastante eficaz em seu alcance e captação de potenciais clientes.

O conteúdo em vídeo apresentado em painéis de LED ou telões, deve servir de isca para quem está no ambiente, podendo ser aproveitado não apenas para divulgação, mas também para entretenimento, material informativo e programação institucional.

Vantagens de utilizar essa mídia

Público mais segmentado

Como já mencionado, a mídia digital indoor não é posicionada em qualquer ambiente, alguns critérios são avaliados para que ela esteja no local correto com o intuito de alcançar um público específico.

Ou seja, essa ferramenta viabiliza que pessoas com chances reais de se interessarem pela sua marca tenham acesso ao seu conteúdo. Como, por exemplo, uma empresa de suplementos que anuncia seus produtos em uma academia ou uma papelaria que expõe sua marca em colégios e faculdades da região.

Desse jeito, um outdoor, mesmo que seja eficiente ao alcançar um número maior de pessoas, não é tão eficaz, porque não atinge quem verdadeiramente está relacionado ao perfil de consumidor que se interessaria pelo produto ou serviço ofertado.

Menos invasiva

Sabe aquela frustração de quando se está assistindo a um filme ou a uma novela e, de repente, surge aquele comercial e interrompe justamente na melhor cena? Mesmo que por pouco tempo, é quase impossível não sentir algo negativo. Afinal, nesses momentos, dificilmente alguém estará receptivo a essas mensagens.

Por ser utilizada em ambientes onde o espectador está relaxado ou em espera, a mídia digital indoor se torna menos invasiva do que as tradicionais. Nessas condições, ela causa uma recepção positiva nas pessoas e o seu conteúdo se torna relevante, de modo que crie vínculos emocionais entre a marca e o consumidor.

Maior impacto visual

Além de atingir as pessoas certas, no momento certo, o impacto visual causado pela mídia digital indoor é muito maior em comparação ao modelo estático devido ao seu dinamismo. Em outras palavras, essa ferramenta do marketing é assertiva no seu propósito, pois atrai e prende a atenção do público por mais tempo.

Além disso, é importante considerar que, geralmente, o tempo de exposição do consumidor aos anúncios externos é de apenas 1 a 4 minutos. A empresa precisa fazer bom uso desse pequeno período e, por isso, a mídia digital indoor é a melhor opção para atraí-lo e fazê-lo ler sua mensagem.

Possibilidade de parcerias locais

Uma TV que veicula anúncios em um empreendimento muito frequentado da região pode não apenas expor produtos ou serviços ali comercializados, mas também divulgar outras empresas. Criar essas parcerias é interessante principalmente para negócios locais reunirem forças e fomentarem o crescimento um do outro.

Menos concorrência

A mídia digital indoor aumenta o impacto da propaganda, eliminando a possibilidade de concorrentes anunciarem no mesmo ambiente. Isso acontece porque ela permite total customização do conteúdo veiculado.

A customização do conteúdo e a falta de concorrência acontecem também por causa das parcerias. Quando a empresa se torna parceira do negócio que abriga o veículo de comunicação, dificilmente ela sofrerá com o dispersamento dos clientes devido à presença de outras marcas e excesso de mensagens no local.

Dinamismo no anúncio

A mídia digital indoor facilita a personalização e a atualização de maneira dinâmica da propaganda. Ou seja, é possível criar qualquer tipo de anúncio — além de alterá-lo a qualquer hora do dia — por meio desse modelo de divulgação.

Com a qualidade superior de suas animações multimídias em telas eletrônicas, esse tipo de mídia contribui para o envolvimento do espectador. Outro ponto positivo é que essa sinalização digital conta com horário nobre a todo tempo, diferente dos comerciais em emissoras de televisão que possuem maior audiência durante a noite.

Erros e riscos com software grátis de mídia digital indoor

Lembra do ditado “o barato sai caro”? Ele se aplica perfeitamente aqui. É claro que exibir informação, entretenimento e anúncios publicitários nesses modelos de mídia é uma alternativa atraente para divulgação da marca em lugares específicos, porém é vital ser cauteloso.

Para que a mensagem atinja à pessoa certa e no momento certo, ambientes, eventos e ocasiões devem possuir alguma relação com o público-alvo. Mas, nessas circunstâncias, há outro fator que pode colocar toda a estratégia de marketing a perder: os riscos que podem decorrer de um software grátis de mídia digital indoor.

Veja alguns erros e riscos com esses softwares:

Perda do foco do conteúdo

Esses softwares parecem de graça, mas não são totalmente. Acredite: o fornecedor tem que obter alguma utilidade com o seu anúncio, mesmo sem que você invista financeiramente.

Nesses casos, durante sua programação são exibidos anúncios de outras marcas e isso pode custar o interesse do seu público. Como consequência disso, diminui-se a eficiência dos resultados esperados com essa divulgação.

O diferencial da mídia digital indoor é justamente o fato de ela ser personalizada, direcionada e captar a atenção do cliente, mas com o software gratuito perde-se parte importante desse rendimento.

Falta de suporte

Um dos maiores riscos ao utilizar softwares gratuitos de mídia digital indoor é não ter a quem recorrer caso surja alguma dúvida ou algum problema. Isso acontece porque o serviço de suporte ao cliente somente está incluso em ferramentas pagas.

O suporte é fundamental para combater a perda de tempo e eventuais falhas no software que prejudiquem o andamento da divulgação.

Extravio de informações

O uso de softwares grátis para mídia digital indoor não é tão seguro quanto os pagos devido a falta de backup de informações. Quando é utilizada uma ferramenta paga para veiculação da campanha do plano de mídia, há segurança de que o conteúdo será salvo e armazenado.

Se ocorrer uma falha técnica no software gratuito, somando-se a falta de suporte ao cliente, a qualidade e as informações da programação ficam comprometidas.

Falta mensuração

Para que a estratégia de marketing de uma empresa seja um sucesso e auxilie assertivamente na tomada de decisão, é preciso monitoramento e mensuração dos resultados obtidos.

Acontece que as ferramentas gratuitas não oferecem essa funcionalidade. Sendo assim, não são capazes de entender a eficiência de uma ação, não se identifica o que deu certo e o que não deu. Por outro lado, com softwares pagos há garantia de qualidade e é fácil identificar erros para ajustar o que for necessário.

Como ter sucesso com mídia digital indoor

Antes de qualquer coisa, deve-se compreender que adotar a mídia digital indoor significa uma mudança cultural para o negócio. Para obter sucesso na comunicação com o cliente usando a mídia digital indoor, é indispensável estar atento a alguns pontos:

Analisar os processos comunicativos

Para investir nessa ferramenta de divulgação é primordial possuir um bom planejamento, como em qualquer outro procedimento empresarial. Para isso, o ideal é contar com um diagnóstico geral da situação da comunicação da empresa e, por meio dele, visualizar de que forma a mídia digital indoor pode simplificar os processos.

Vale frisar que a mídia digital indoor pode ser uma excelente forma para aumentar o engajamento e influenciar a motivação dos funcionários. Ou seja, é uma tecnologia de comunicação extremamente flexível, podendo ser utilizada pela empresa para se aproximar tanto do público externo quanto do interno.

Entender o dia a dia do processo

Para ter sucesso com a mídia digital indoor, você deve entender o seu operacional, compreendendo habilmente as etapas que envolvem todos os seus processos, tais como instalação de telas e cabeamentos.

Além disso, a empresa tem necessidade de estar ciente de como funciona o suporte técnico, a manutenção e possível substituição de equipamentos, programação de conteúdos e demais procedimentos pertinentes a essa ferramenta.

É como dizem: “conhecimento é poder”. Conhecendo os processos, o empreendimento tem firmeza em suas ações e corre menos riscos de ser lesado de alguma forma.

Retratar colaboradores na programação

Uma dica curiosa é enxergar os colaboradores além das suas funções. Mostrar a rotina do funcionário, veicular cases de sucesso ou apresentar o dia a dia dentro da organização podem ser jeitos intrigantes de cativar o consumidor — e favorecer a forma como ele enxerga a marca.

Vale ressaltar que não só de promoções e anúncios de produtos vive uma organização. Conteúdo relevante é imprescindível para encantar e aproximar o cliente cada vez mais.

Além disso, essa dedicação gera o sentimento de pertencimento no colaborador, e é sempre vantajoso para o negócio contar com pessoas engajadas e motivadas na equipe.

Evitar problemas técnicos

Além de todos os interesses com o emprego da mídia digital indoor, a empresa também quer passar credibilidade com seu conteúdo para obter a atenção do público-alvo. E para que isso suceda é necessário evitar problemas técnicos ao máximo.

Alguns erros para se atentar são:

  • desconsiderar a borda de segurança — se a tela cortar parte da informação apresentada (texto ou imagem) ficará difícil de compreender a mensagem na sua totalidade;

  • usar tamanho de fonte inapropriado;

  • apresentar painéis ou telões com excesso de informação;

  • expor conteúdo inadequado ao tempo de atenção do cliente;

  • trabalhar sem o auxílio de profissionais experientes em mídia digital indoor;

  • não atualizar a programação periodicamente.

Abordar conteúdos diversos

A mídia digital indoor é, entre tantos outros benefícios, versátil. O que significa que a empresa tem total condição de abordar conteúdos diversos e aproveitar todo o potencial desse poderoso veículo de comunicação.

Além de falar sobre seus produtos ou serviços, ela pode veicular conteúdo informativo, canais de entretenimento, promoções, programações institucionais e curiosidades.

Integrar com outros tipos de estratégias

A mídia digital indoor pode ser facilmente integrada a uma estratégia multimídia. Portanto, a empresa não precisa ter medo de usar todas as opções para se comunicar de forma efetiva com o público-alvo.

Por exemplo, pode-se utilizar a TV corporativa associada a uma campanha de e-mail marketing ou servir para atribuir autoridade a algum conteúdo impresso. Também é pertinente usar redes sociais para propagar e reforçar o conteúdo da corporação.

Transmitindo a informação de diversas formas, a empresa consegue maior força e aceitação.

Não reaproveitar comerciais de TV

“Copiar e colar” o conteúdo de comerciais de TV aberta em um monitor de mídia digital indoor é uma falha que pode custar muito caro para a empresa.

Você deve estar se perguntado o porquê disso, uma vez que seria um material relevante, fácil e rápido. Porém, não é tão simples assim.

Veja bem, reaproveitar os comerciais da TV não seria uma ideia inteligente por que, primeiramente, a atenção da audiência não seria a mesma.

O que queremos dizer com isso é que quando se elabora um conteúdo para televisão, assume-se que as pessoas estão sentadas em frente a um monitor, enquanto aguardam atentamente a programação iniciar.

O mesmo pode não acontecer com as telas de mídia digital indoor. Por essa razão, é preciso considerar que as pessoas podem estar em movimento, sendo necessário priorizar algumas informações.

Além disso, o conteúdo para TV depende de áudio. Nesse caso, criar legendas para adaptá-lo a uma transmissão de mídia digital indoor poderá ser um tiro no pé, dado que, geralmente, o tempo para leitura é curto.

Outro fator que merece sua atenção é que, ao reutilizar o comercial de TV, você perderá o maior benefício que essa mídia pode oferecer: a segmentação do público. Isso porque as propagandas veiculadas em televisores costumam ser bastante genéricas, pois não é esperado homogeneidade da audiência.

Como implementar mídia digital indoor

Agora você já sabe que incluir telas digitais em ambientes fechados é uma estratégia de marketing bastante útil para atingir consumidores mais focados. Mas como utilizar a mídia digital indoor? Para que não haja erros na implementação dessa ferramenta, vamos dar algumas dicas de como aplicá-la. Veja:

Faça um planejamento

Como qualquer outra atividade empresarial, as ações de mídia digital indoor devem possuir um alinhamento estratégico focado em alcançar os objetivos do negócio.

É a partir desse planejamento que todas as próximas dicas se tornarão fáceis de seguir e, ainda, essa etapa pode evitar de uma empresa vir a falência. Por conseguinte, atente-se a esses pontos:

  • Quais investimentos serão feitos;

  • Qual é o retorno esperado;

  • Qual o capital de giro necessário para manter a empresa funcionando;

  • Quais os riscos e oportunidades.

Estude seu público

O segundo passo — tão importante quanto o primeiro — é estudar para conhecer bem o seu público-alvo. Afinal, como você saberia onde ele está e qual o momento certo para abordá-lo se não o analisasse?

Além do mais, conhecendo o público é possível determinar qual tipo de conteúdo é relevante para ele e qual trará lucratividade para o negócio.

Encontre pontos de venda e espera estratégicos

Pontos de espera forçada, como filas de bancos, elevadores e recepções, podem ser ótimas opções para veicular mídia de uma maneira que tenha impacto real sobre as pessoas.

Com as telas de LED, a corporação pode levar conteúdo significativo para aquele possível consumidor que se encontra numa situação de espera e que, por não ter o que fazer, estará mais propenso a se concentrar no seu material e se familiarizar com a proposta do anúncio.

O objetivo dessa estratégia é levar informações que agreguem valor ao cliente e que causem boa impressão, de modo que ele venha reconhecer e valorizar a marca ainda mais.

E ainda, deixar seu produto ou serviço em evidência no ponto de venda, pode ser a minúcia necessária para incentivar o consumidor a fechar negócio no momento de decisão de compra.

Para isso, a empresa pode oferecer esclarecimentos sobre os produtos ou serviços disponíveis ou, então, segmentar o target de cada campanha. Nessa última, durante o planejamento da estratégia, é crucial pesquisar sobre os hábitos dos clientes para descobrir quais locais eles costumam frequentar. Desse jeito fica mais fácil direcionar os investimentos em mídia digital indoor.

Conte com um sistema de TVs e displays digitais

A mídia digital indoor ocorre por meio de painéis de LED ou telões que fisgam o olhar do cliente e prendem sua atenção por muito mais tempo devido seu alto impacto visual.

Para que a veiculação alcance os resultados desejados, é importante contar com um sistema inteligente de TVs e displays digitais para propagar a mensagem da empresa de maneira adequada, garantindo a qualidade na transmissão do conteúdo.

Invista em um software para gestão do conteúdo

Acima falamos um pouco sobre os erros e riscos implicados no uso de softwares grátis de mídia digital indoor. Alertamos sobre a perda do foco do conteúdo, a falta de suporte ao cliente e de backup das informações e ausência de mensuração e monitoramento, mas, para piorar, é importante saber que não há garantia de funcionamento dessas ferramentas gratuitas.

Diante de todos esses aspectos negativos, ficou evidente a seriedade de se buscar um software confiável, estável e de fácil uso para gerir o conteúdo da mídia. Um sistema que vale a pena é aquele que ajudará a empresa a publicar rapidamente as mensagens do anúncio, distribuí-los para rodar nas telas e monitorar a apresentação.

Garanta qualidade e alta definição

A empresa deve se certificar de que está adquirindo equipamentos capazes de propiciar o perfeito funcionamento da sua operação, de modo que não comprometa a sua estratégia de mídia digital indoor.

Escolher o display digital demanda cautela, pois é um investimento valoroso para o negócio. Problemas com esses dispositivos podem resultar na interrupção das campanhas e trazer consequentes dispêndios financeiros e de tempo.

Mais do que displays com correto funcionamento, para obter resultados positivos com a mídia digital indoor, é inevitável adquirir equipamentos de qualidade e de alta definição. Isso em razão de a maioria das pessoas, hoje em dia, serem extremamente visuais e se interessarem mais facilmente por aquilo que fascina seus olhos.

Distribua informação útil e de qualidade

Um dos piores erros que empresários cometem nos projetos de mídia digital indoor é não atentar-se ao conteúdo e sua forma de exibição. O ideal é desfrutar os recursos disponíveis aliando-se ao bom senso para dar vida à tela.

Textos e imagens padrões é o que todo mundo já faz, portanto não tenha medo de inovar e entregar um conteúdo verdadeiramente atrativo e valioso para o seu público-alvo. Não deixe de acompanhar as tendências do momento, esteja informado sobre os assuntos que as pessoas tanto comentam e fale com elas usando uma linguagem apropriada.

Uma empresa que entrega conteúdo bem pensado, planejado e distribuído, sempre de acordo com os objetivos pré-determinados, é capaz de se tornar uma autoridade em determinado assunto e engajar os seus clientes

Aliando o constante avanço da tecnologia, a consequente ascensão das inovações digitais e a modernização na indústria de eletrônicos, pôde-se otimizar o poder da mídia digital indoor ao longo do tempo. E, com isso, surgiu o termo digital signage — ou sinalização digital —, que, apesar de o nome ser assustador, é simplesmente a modernização da velha publicidade para ambientes fechados.

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre mídia digital indoor! Conhece alguém que pode gostar desse conteúdo também? Compartilhe nas suas redes sociais!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"