Tudo que você precisa saber sobre mídia

Em vista dos avanços tecnológicos, a mídia vem atravessando períodos de muitas mudanças. A cada ano, mais pessoas estão conectadas à internet. No Brasil, já são cerca de 116 milhões de usuários, o que equivale a 64,7% da população com idade acima de 10 anos, segundo pesquisa do IBGE. Por isso, explorar as possibilidades da mídia on-line é uma grande oportunidade para a sua empresa!

Mas você sabe precisamente o que é mídia? Para que ela serve? Quais são os canais de mídia? Qual o poder da mídia sobre as pessoas? Quais as diferenças entre mídia off-line e on-line? Quais oportunidades de negócio a mídia online pode trazer para a sua empresa? No texto a seguir, responderemos a essas e outras questões para que você possa compreender tudo o que envolve a mídia no contexto atual!

Aprenda o conceito de mídia

A palavra mídia deriva do latim “media”, que é plural de “médium” e significa “meio” ou “forma”. Na língua portuguesa, o termo “mídia” se originou do inglês “media”, expressão utilizada para se referir aos meios de comunicação em massa.

Podemos entender por mídia todo suporte de difusão da informação que constitui um meio intermediário capaz de transmitir mensagens. O termo abrange todo o conjunto dos meios de comunicação social de massa, seja a televisão, o rádio, os jornais e as revistas, os portais na web. Ou seja, todos os meios de comunicação que têm a finalidade de transmitir informações e conteúdos variados para qualquer finalidade e uma grande audiência.

Os tipos de mídia podem ser divididos em duas categoriais principais: os analógicos (que envolvem veículos tradicionais, como televisão, rádio, jornais e revistas) e os meios digitais ou eletrônicos (com a presença de conteúdos acessíveis por meio de dispositivos como computador, smartphone e tablet).

Reconheça o poder da mídia sobre as pessoas

A mídia influencia o que as pessoas pensam sobre si mesmas e a maneira como elas percebem as outras pessoas. Ela é capaz de influenciar as relações sociais, a maneira como o indivíduo estabelece sua conduta na sociedade, o comportamento de grupos e os hábitos de consumo.

Podemos pensar que a função da mídia é propor caminhos para que a mensagem chegue ao público-alvo. Para tanto, cabe ao profissional dessa área identificar meios e veículos de comunicação que atinjam as pessoas de maneira mais eficaz.

De acordo com Marshall McLuhan, importante teórico da comunicação, as mídias vêm determinando o modo como os indivíduos e as sociedades sentem, pensam e vivem ao longo da história. Elas são tecnologias tão poderosas que são até capazes de moldar a natureza da civilização.

Saiba o que é mídia off-line

A mídia off-line, também conhecida como mídia tradicional, envolve todo tipo de transmissão de informação que não utilize a internet para alcançar o público. Entre os tipos de mídia off-line mais conhecidos, podem ser citados os anúncios na televisão, as chamadas no rádio, os anúncios em jornais e revistas, as publicações em outdoors e até mesmo os serviços de panfletagem.

A vantagem da mídia off-line é que sua mensagem pode alcançar um grande número de pessoas de modo rápido e fácil, sem que elas precisem estar conectadas à internet para interagir com as empresas. Portanto, se o seu objetivo for difundir informações de grande alcance e gerar resultados em curto prazo, a mídia tradicional pode ser uma boa escolha.

Esse tipo de mídia também se impõe pela credibilidade e confiança que ainda inspira junto ao público. Segundo pesquisa da Ogilvy Media Influence, cerca de 72% das pessoas consideraram as mídias tradicionais mais confiáveis que as novas fontes da era digital.

As desvantagens da mídia off-line

Uma desvantagem da mídia off-line ou tradicional é que ela geralmente exige um investimento bastante alto, muitas vezes inacessível para empresas pequenas. Esse meio também é uma via de mão única, que dificulta a personalização da mensagem e a interação com o público, características potencializadas pelas mídias digitais mais recentes.

Muita gente, hoje em dia, prefere acessar conteúdos em seus celulares e computadores do que assistir à televisão ou escutar rádio. Além disso, a reação do público também é difícil de ser mensurada em comparação com a facilidade trazida pelas métricas da internet para as análises de resultados.

Entenda o que é mídia on-line

A mídia on-line reúne todos os tipos de conteúdos e anúncios que utilizam a internet como mídia e precisam de ferramentas digitais para que sejam acessadas pelos usuários em sites, blogs, smartphones e tablets. Entre os tipos de mídia on-line mais conhecidos, podemos destacar os anúncios de links patrocinados, as promoções nas redes sociais, os canais de vídeos.

A mídia on-line oferece a possibilidade de veicular, além de texto, mensagens audiovisuais em diversos formatos. Esses recursos são cada vez mais utilizados para a veiculação de conteúdos e anúncios, seja em dispositivos eletrônicos pessoais, seja em painéis de vídeo dispostos em locais de grande tráfego dos centros urbanos. 

A importância da mídia on-line

Em um mundo cada vez mais tecnológico, as mudanças acontecem rapidamente e fazem surgir novas maneiras de as pessoas se comunicarem. Atualmente, a internet tomou conta da vida do consumidor, estabelecendo novos padrões de comportamento e compras.

A internet facilita a troca de informações entre os produtores midiáticos e os receptores, possibilitando a interação instantânea entre ambas as partes. Ela também se distingue dos canais tradicionais por cumprir a função híbrida de comunicação e canal de venda.

Por outro lado, a internet tornou o público mais bem informado e exigente. Os consumidores passaram a utilizá-la não só para buscar informações e adquirir produtos e serviços, mas também para divulgar suas experiências e opiniões a partir do contato com diversas empresas.

Esse cenário aumenta a responsabilidade dos negócios, que precisam não só buscar novas oportunidades, mas também entender o impacto social de suas ações e detectar e prevenir eventuais problemas e insatisfações por parte do público.

As razões para investir em marketing na web

A mídia on-line praticamente não apresenta desvantagens em relação às mídias tradicionais. Embora nem sempre ela consiga impactar os consumidores tão rapidamente quanto um comercial de televisão, por exemplo, suas estratégias mostram-se cada vez mais capazes de facilitar o acesso do público ao meio digital e de demonstrar resultados igualmente rápidos.

No entanto, nem sempre os canais de mídia on-line geram resultados já no primeiro dia ou semana de campanha, principalmente se o site ainda não é conhecido pelo público. Por isso, é preciso fazer um bom investimento em marketing para gerar tráfego e tornar a página conhecida.

A interação da mídia off-line com a on-line

Atualmente, mais do que apontar uma disputa entre a mídia tradicional e a digital, podemos pensar que elas se complementam. A mídia tradicional percebeu a importância da internet e vem utilizando seus recursos, como as mídias sociais, para interagir e se aproximar de seu público. Mas se você quer mesmo buscar os melhores resultados, por que não conciliar as duas opções de mídia?

Uma tendência atual é o cross promotion, em que um conteúdo atravessa de um meio off-line para um on-line livremente. Por exemplo, anúncios de revista que trazem links para uma fanpage no Facebook e vice-versa. Ou anúncios de televisão e rádio que, depois, repercutem também nas redes sociais.

O papel de destaque da mídia digital entre as empresas

Com o passar dos anos, mais consumidores utilizam a internet para realizar suas compras, em busca de produtos e serviços de melhor qualidade e preços mais acessíveis ou para obter informações sobre determinados assuntos. Atentas a essa tendência, as empresas utilizam a Internet para disponibilizar conteúdos relevantes para seu público-alvo e ofertar o que têm de melhor.

A mídia on-line é uma ótima opção para as organizações que desejam ser encontradas por seus possíveis clientes quando eles fazem buscas na internet sobre os produtos e serviços oferecidos por elas. Esse tipo de mídia trabalha com custos mais baixos que a mídia tradicional, permitindo, assim, que as empresas criem estratégias eficientes, mas sem grandes investimentos.

A compreensão do público-alvo

Outra vantagem da mídia on-line é a possibilidade de as empresas investirem em anúncios segmentados, direcionados especificamente ao seu público-alvo, o que evita desperdício de verba e garante um bom retorno sobre o investimento. Por possibilitar o exato alcance do público de sua empresa, o anúncio na internet se mostra uma opção de mídia bastante vantajosa.

Além disso, a rede facilita a mensuração dos resultados dos investimentos em marketing, tornando muito mais fácil a realização de análises detalhadas para verificar onde estão os acertos e erros das campanhas de marketing. 

Conheça a revolução do marketing digital

O marketing digital mudou a forma como as empresas trabalham para promover a sua marca e os seus produtos e serviços e conquistar novos clientes. Se, antes da internet, a veiculação de anúncios era feita principalmente por meio de televisão, rádio e mídia impressa, hoje é possível usar a internet para divulgar essas chamadas. Atualmente, uma empresa pode ter até mesmo um canal de televisão em seu próprio website.

O marketing digital diferencia-se devido a:

  • possibilidade de funcionamento 24 horas por dia, ao longo dos sete dias da semana;
  • interação;
  • maior personalização;
  • quantidade e integração de dados;
  • baixo custo.

Além de tudo isso, o marketing on-line favorece um contato personalizado com os usuários e envolve um fluxo de comunicação de mão dupla, permitindo que o público interaja com o conteúdo da informação e dê um feedback imediato.

Os principais canais do marketing on-line

Existe uma grande variedade de canais de divulgação dos anúncios e conteúdos de uma empresa na internet.

O e-mail marketing consiste no envio de e-mails personalizados para a divulgação de conteúdos, produtos, serviços e promoções da empresa. Já os social ads são anúncios feitos em redes sociais, como Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e YouTube.

Os links patrocinados, por sua vez, são anúncios em mecanismos de busca, como o Google e Yahoo. As campanhas das empresas aparecem nelas quando usuários realizarem buscas por palavras-chave ligadas ao seu produto/serviço.

Por fim, o remarketing é o conteúdo ou anúncio exibido ao usuário de um e-commerce que visitou o site da empresa, para relembrá-lo dos produtos e serviços que a marca oferece.

A forma certa de usar os mecanismos de busca 

O Google Adwords funciona a partir de links patrocinados utilizados nos mecanismos de pesquisa do Google. A plataforma possibilita que o anúncio seja encontrado pelo usuário a partir de links pagos cadastrados na plataforma. Dependendo do valor contratado, o seu site pode ser posicionado em destaque na lista de buscas.

A rede de Display realiza a divulgação a partir de sistemas de busca e de anúncios publicados em websites de grande acesso que são parceiros. A rede reúne um grupo de mais de dois milhões de websites, vídeos e aplicativos. Esses anúncios aparecem mesmo para quem realiza buscas, mostrando conteúdos relacionados aos assuntos procurados. 

O funcionamento dos Native Ads

Você já pensou sobre como seria possível criar anúncios que não só não atrapalhem o leitor, mas ainda ofereçam algo que ele realmente queira? Os Native Ads (publicidade nativa) são conteúdos ou anúncios pagos que aparecem como recomendações de conteúdo dentro de sites de notícias, com a finalidade de conduzir os leitores para o site de uma empresa.

Esse tipo de anúncio tem a vantagem de ser muito menos intrusivo que os banners, pois aparece na forma de conteúdo informativo ou divertido ao lado dos artigos de sites e blogs. O usuário até pode notar que os Native Ads são anúncios, mas eles aparecem de modo mais natural e atraente nas páginas em que estão inseridos.

Utilizando a plataforma Audience Network, do Facebook, por exemplo, o anunciante pode criar anúncios em sites ou aplicativos, em formatos nativos que correspondem ao seu design.

As vantagens do Pop Under e Site Under

Já o Pop Under e o Site Under consistem na divulgação de produtos e serviços a partir de peças de mídia espalhadas na internet através de uma rede de afiliados que gera tráfego para o site. Usando essa mídia, o seu anúncio pode ser exibido para os visitantes de milhares de sites. 

As janelas com a divulgação do produto ou serviço geralmente ficam situadas na própria página ou abrem atrás da página atual, quando o usuário realiza alguma ação, como clicar em um link. Além disso, esses sites são categorizados por temas e palavras-chave que buscam se aproximar ao máximo do perfil dos seus visitantes.

O papel do planejamento de mídia on-line

Atuar com mídia digital requer um planejamento adequado para alinhar os objetivos do seu negócio com a presença na internet, as oportunidades do mercado e as necessidades de seu público. O primeiro passo é conhecer o perfil do seu consumidor, quais conteúdos ele consome na web e por quais canais ele navega.

Com base nessas informações, você estará apto a desenvolver um plano de mídia eficiente, para pensar e estruturar suas ações e direcioná-las para seu público-alvo. Desse modo, seu investimento será bem aproveitado e gerará os resultados esperados.

O planejamento de mídia é o processo pelo qual as empresas escolhem as mídias que serão adotadas em sua estratégia de marketing. Ele envolve um conjunto de ações que se utiliza de abordagens elaboradas de acordo com o público para o qual a mensagem é destinada.

Descubra canais de mídia digital alternativos

Hoje, além dos meios de comunicação tradicionais e das ferramentas mais conhecidas na internet, como Google AdWords e Facebook Ads, temos outros canais, consideradas mídias alternativas, mas que podem ser tão eficazes quanto aquelas já consagradas.

Por exemplo, você já deve ter se deparado com anúncios posicionados em telas localizadas em shoppings, supermercados, veículos, aeroportos, etc. Por exemplo, a Times Square, localizada no coração de Manhattan, possui mais 50 painéis digitais que impactam pessoas de todo mundo que passam por lá. Esse tipo de mídia tem avançado também no Brasil.

Por apresentar soluções criativas e atraentes, essas mídias alternativas são a nova aposta do setor de marketing para estabelecer relacionamentos mais próximos e humanizados com o público. 

A Mídia Digital Out of Home 

Numa época em que a vida está cada vez mais corrida, os anunciantes buscam modos cada vez mais inovadores para alcançar o público. A mídia Out of Home (OOH – em português, “fora de casa”), ou mídia exterior, se refere a qualquer tipo de mensagem que atinge um consumidor quando ele está fora de casa. Ela envolve outdors, pontos de ônibus, telas espalhadas pela cidade, etc.

Com o estilo de vida agitado que temos hoje, a maioria das pessoas passa a maior parte do tempo longe de suas residências. Portanto, esse tipo de mídia procura alcançar consumidores em movimento, distinguindo-se dos veículos de mídia tradicionais.

Com os recursos da internet, hoje, é possível integrar essas ações realizadas em espaços externos, de grande tráfego de pedestres, em locais estratégicos, para alcançar um grande público. Por seu poder de alcance, mídia OOH vem crescendo exponencialmente nos últimos anos – no Brasil, os investimentos nessa mídia devem ter crescimento de 15% ao ano até 2020.

As campanhas da mídia Out of Home são dirigidas a uma quantidade imensa de pessoas de nichos variados – anúncios de redes de fast-food como o McDonalds, por exemplo. Mas também podem ser direcionadas a um público mais específico, como um painel posicionado no lounge da primeira classe do aeroporto, com um anúncio voltado a clientes VIP.

O objetivo da mídia OOH é alcançar o maior número de pessoas possível, em tempo real, e falar diretamente com cada uma delas, na hora certa e no lugar mais adequado. Afinal, 60% das decisões de compra são realizadas nos pontos de venda, como shoppings centers, impactando no varejo, portanto.

A criatividade utilizada nas campanhas possibilita alcançar um público imenso e, assim, aumentar a visibilidade das empresas e as vendas. Uma campanha da HashtagTV, realizada no Réveillon de Salvador, em 2017, por exemplo, gerou mais de 1,3 milhão de likes apenas nos cinco dias de evento.

A integração entre Out of Home e mídias sociais

As possibilidades de reunir, numa mesma mídia, recursos de áudio, vídeo e texto, permitem que os canais de TV on-line da mídia Out of Home disponibilizem conteúdos interativos e personalizados, conectados a monitores e acessíveis de todos os lugares possíveis. Já existem no Brasil empresas especializadas em produzir conteúdos voltados especificamente para esse tipo de mídia. 

Tais conteúdos podem ser inclusive acessados e compartilhados a partir das redes sociais, potencializando enormemente o aumento da audiência. O objetivo é alcançar um máximo de empatia e interatividade com o público. Por isso, é importante refletir bastante sobre como será produzido o conteúdo, qual será o público-alvo e como serão conduzidas as instalações. 

A mídia digital indoor

A mídia digital indoor guarda semelhanças com a mídia Out of Home, e as duas chegam a se confundir. A diferença é que a mídia digital indoor se refere à publicidade feita apenas em ambientes fechados ou de espera, como shoppings, estações de metrô, recepção de hotéis, ônibus, supermercados e academias, salas e corredores de empresas. Ela apenas não inclui publicidade em lugares abertos, como outdoors, como faz a mídia OOH.

Portanto, a mídia indoor visa alcançar um público específico, por meio de uma divulgação mais segmentada. Por ser mais direcionada e ter menor concorrência, mostra-se bastante eficaz para atrair o público-alvo. Um exemplo de mídia indoor é o painel de LED ou telão colocado em determinado ambiente, com conteúdo informativo, material de entretenimento e programação institucional. Propagandas de aluguel de carros situadas em aeroportos, por exemplo.

Crie um plano de mídia eficiente

Para cumprir essa tareda, o primeiro passo é desenvolver um briefing, considerando o perfil da empresa, o público-alvo, os objetivos, as estratégias mais adequadas, o orçamento, o cronograma de ações, o acompanhamento diário dos resultados. Desse modo, você consegue otimizar os seus esforços e investimentos e alcançar as metas desejadas.

Para elaborar o plano de mídia, você precisa escolher o veículo específico para realizar as ações de marketing, como um canal de televisão, uma estação de rádio, uma revista ou um jornal, ou um site. Também deve selecionar o público-alvo, especificar os objetivos, escolher os veículos que serão utilizados e definir o orçamento.

Em seguida, é preciso selecionar os vários veículos nos quais serão dispostos os anúncios, o número de inserções em cada veículo, o formato de cada anúncio e a posição que o anúncio ocupará em cada veículo.

Avalie os resultados

A avaliação dos resultados de sua estratégia de mídia, tanto off-line quanto online é muito importante, pois os indicadores de desempenho e a resposta do público oferecem, juntos, uma visão global dos resultados obtidos e possibilitam avaliar se suas ações vêm sendo efetivas ou devem ser redirecionadas.

No caso do marketing digital especificamente, há várias técnicas e métricas que podem ajudar você a ter um completo panorama da sua presença on-line. Métricas como os Key Performance Indicators (KPI), ou indicadores-chave de desempenho, possibilitam um acompanhamento completo e um melhor gerenciamento do nível de desempenho e sucesso das estratégias.

Como você pôde notar, as formas de comunicação e interação com o público estão cada vez mais criativas e surpreendentes. Mas, para que sua empresa obtenha melhores resultados em suas estratégias, especialmente no meio digital, que está em amplo crescimento, recomenda-se a contratação de uma empresa especializada em mídia, que ajude a gerar tráfego e tornar seu site conhecido e lucrativo.

Você gostou deste artigo? Deu pra perceber como a mídia se mostra cada vez mais inovadora e capaz de alcançar os consumidores? Aproveite seu novo conhecimento e compartilhe este post nas redes sociais para estimular mais debates sobre o assunto!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"